A pele é o maior órgão do corpo, e suas três camadas protegem os animais contra as bactérias e outros germes. Feridas são portas abertas para a infecção, e um vaso sanguíneo cortado pode levar a hemorragia. Cortes e feridas muitas vezes são difíceis de serem vistos por estarem escondidos sob o pelo.
Os animais se cortam pelos motivos mais diversos, desde acidentes de carro e mordidas de outros animais a rasgões provocados por espinhos ou arame farpado ou até atravessando janelas de vidro. Os donos de animais de estimação muitas vezes cortam a pele de seus animais acidentalmente, ao tentarem cortar pelos embaraçados.
Feridas profundas que varam a pele atingindo a musculatura precisam de pontos, dentro de duas a quatro horas passado o acidente, para que possam se recuperar da melhor maneira. As feridas superficiais e os cortes pequenos talvez só precisem de cuidados caseiros, mas até mesmo aqueles que requerem atenção médica podem se beneficiar com um primeiro tratamento. Os cortes superficiais podem parecer mais perigosos do que são por sangrarem muito, mas geralmente estão menos sujeitos a infecções do que ferimentos perfurantes.